O Google AdWords não é uma ferramenta de trabalho muito simples, principalmente porque é nos pequenos detalhes que encontramos as grande diferenças.

 
Todos já passamos pelo mesmo: nos primeiros dias em que utilizamos esta plataforma, parece que estamos a descobrir um novo mundo a desenrolar-se à nossa frente. São tantas as funcionalidades e pequenas alterações que podemos fazer, que ficamos sem saber por onde começar!
Algumas dicas podem parecer muito óbvias, mas depois de ficares mais calejado na plataforma irás rapidamente perceber que fazem todo o sentido.

Dica 1: Define um orçamento

Campanhas sem um orçamento bem definido são aquelas que muito rapidamente pode “escorregar na maionese” e passar de 10€ a 100€ num piscar de olhos.
Um orçamento bem delineado, ajuda-te a trabalhar com um objectivo melhor definido e ensina-nos que alguns tipos de campanhas não são mais adequadas ao que pretendemos fazer (ou porque não temos orçamento suficiente, ou porque é grande demais).
Por exemplo, se pretendes que a tua marca “ganhe” face à concorrência poderás utilizar uma estratégia de “target outranking share”, mas para isso precisas de um orçamento bem grande.

Dica 2: Raramente utilizar “Broad Match”

Para cada termo de pesquisa existem  5 tipos de triggers: “Broad Match”, “Broad Match Modifier”, “Phrase Match”, “Exact Match” e “Negative Keywords”.
Cada um deste triggers funciona de maneira diferente, e se quiseres saber mais como utilizar cada um, inscreve-te no nosso curso de Google AdWords 😉
O “Broad Match”, tal como o nome indica, é uma funcionalidade que vai relacionar termos de pesquisa mais amplos. Por exemplo, se tiveres a keyword “laranjas” num Adgroup, a keyword “maçãs” poderá constar nesta lista de “Broad Match” e irás pagar pelo click no teu anúncio a laranjas.
Isto faz com que o orçamento seja gasto mais depressa porque vão ser encontrados termos de pesquisa menos relacionados. Por outro lado, poderás encontrar novas keywords para anexares à tua campanha, ou então descobrir keywords que são utilizadas e que não fazem sentido nenhum para estarem na tua lista.

Dica 3: Divide o teu orçamento de acordo com a importância das keywords

Depois de teres alguns meses de utilização na tua conta de AdWords, irás saber quais são as tuas melhores keywords (se passados 2 meses ainda não souberes, tens mesmo que fazer o curso de Google AdWords do Factory Braga), e também quais são as que trazem um fluxo menor mas que são na mesma importantes. Deverás dividir o teu orçamento, aumentado o custo por click das keywords com maior capacidade de angariar novos utilizadores e reduzindo aquelas com pior performance.

Dica 4: Utilizar sempre Ad Extensions (nem que seja 1 apenas)

As extensões existem e são para ser utilizadas, caso contrário nem valia a pena terem sido inventadas.
Em cada anúncio podes utilizar 60 caracteres + 80 de descrição, e anunciar produtos ou serviços em apenas 140 caracteres é um bocado difícil. Então todo o espaço extra que consigas adicionar ao teu anúncio, só te vai beneficiar e ajudar a vender mais e melhor.
Além disso, vai-te ajudar a obter um anúncio com mais qualidade, mas isso já é assunto para o curso de AdWords do Factory Braga.
Ao aplicar estas 4 dicas nas tuas campanhas de AdWords, podes ter a certeza de que vais ter anúncios mais cuidados, melhor elaborados e com um retorno maior. Tens algum segredo de sucesso para partilhar? Qual a tua melhor estratégia? Fala connosco nos comentários 😊
 

Queres aprender com os melhores especialistas? Clica na imagem e sabe mais: